HomeConflitosUnidade não identificada de Forças Especiais dos EUA efetuou ataque no norte...

Unidade não identificada de Forças Especiais dos EUA efetuou ataque no norte da Síria

No início de 3 de fevereiro, uma operação de um grupo não identificado de forças especiais dos EUA desembarcou de vários helicópteros (iniciamente identificados como BlackHawks com marcas de identificação discretas dos EUA) perto da cidade de Atimah, no norte da Síria, na fronteira com a Turquia.

Após o desembarque, a força, que foi apoiada por vários helicópteros de ataque, drones de combate e caças, se envolveu em intensos confrontos com um gupo terrorista islâmico também não identificado, enquanto aparentemente realizava uma operação de captura e/ou neutralização.

De acordo com informações de observadores presentes no local a força aparentemente veio da região nordeste da Síria, onde a coalizão liderada pelos EUA mantém várias bases.

O ataque ocorreu durante a noite por volta de 23h00m (horário local) o que não permitiu que as imagens fossem registradas com qualidade adequada para avaliar melhor a situação, mas pelo menos ficou evidente que um ataque aconteceu e que resultou em um intenso confronto, confirmando os relatos dos observadores que reportaram os fatos. Nos vídeos é possível escutar os sons de aeronaves a reação e helicópteros que sobrevoam o local do combate.

Os confrontos duraram cerca de duas horas. Várias fontes de observadores independentes em campo na Síria e alguns de notícias relataram baixas nas fileiras da força de ataque, que acabou se retirando para a fronteira turca.

Atimah está localizada na parte nordeste da Grande Idlib, ao longo da linha de separação com Afrin, ocupada pelos turcos. A cidade é um reduto de Hay’at Tahrir al-Sham (HTS), afiliado à Al-Qaeda, o governante de fato da região.

Até o momento, a única operação de “seek and destroy” confirmada pelo comando da  Operação Inherent Resolve (@CJTFOIR) foi a neutralização de um grupo de terroristas islâmicos no deserto de Hatra:

Em 26 de outubro de 2019, uma força do Comando Conjunto de Operações Especiais dos EUA (JSOC) localizou e neutralizou o fundador e líder do ISIS, Abu Baker al-Baghdadi, em uma operação de desembarque semelhante na Grande Idlib. A operação, codinome “Operação Kayla Mueller”, ocorreu na cidade de Barisha, localizada perto da fronteira com a Turquia, assim como Atimah.

O alvo da operação suspeita de matar ou capturar em Atimah era provavelmente um terrorista sênior como o atual líder do ISIS Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurashi, ou o líder de Horas al-Din Abu Humam al-Shami da Al-Qaeda.

Embora o líder do HTS, Abu Mohamad al-Julani, seja procurado pelos EUA, é improvável que ele tenha sido o alvo da operação. Os EUA não têm como alvo nenhum pessoal ou ativos da HTS há mais de três anos.

  • Com informações Operação Inherent Resolve (@CJTFOIR), SANA Syria, SOHR – (Syrian Observatory for Human Rights),  White Helmets (Syrian civil defense) e observadores internacionais; @human_isa,  @mohamed2aldaher, via redação Orbis Defense Europe/Genebra.

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!