URGENTE!! Caças F-16 começam a ser imediatamente transferidos para a Ucrânia!

Os aliados da OTAN anunciaram nesta quarta-feira (10) que começaram a transferir imediatamente caças F-16 para a Ucrânia, um passo há muito esperado para reforçar as defesas de Kiev contra a Rússia.

A Dinamarca e a Holanda começaram a transferir os aviões, com a Bélgica e a Noruega se comprometendo a fornecer mais aeronaves, disse um comunicado da Casa Branca.

“Enquanto falamos, a transferência de jatos F-16 está em andamento, vindo da Dinamarca, vindo da Holanda”, disse o secretário de Estado dos EUA Antony Blinken durante uma sessão de perguntas na cúpula do 75º aniversário da OTAN em Washington.

“Esses jatos voarão nos céus da Ucrânia neste verão para garantir que a Ucrânia possa continuar a se defender efetivamente contra a agressão russa”, disse Blinken.

A Ucrânia há muito tempo procura aeronaves ocidentais avançadas e o presidente Joe Biden, em agosto passado, deu luz verde para transferir F-16s de fabricação americana para o país, apesar das preocupações anteriores sobre quanto tempo levaria para Kiev treinar nos aviões.

Blinken disse que a transferência dos jatos deve ser um sinal para o presidente russo Vladimir Putin “no fato de que ele não vai durar mais que a Ucrânia, ele não vai durar mais que nós e, se ele persistir, o dano que continuará sendo feito à Rússia e seus interesses só se aprofundarão”.

“A maneira mais rápida de chegar à paz é através de uma Ucrânia forte”, acrescentou o principal diplomata americano.

Quando a cúpula da OTAN deste ano começou em Washington, D.C, em 9 de julho, o presidente Joe Biden anunciou que uma coalizão de países aliados doará mais sistemas de defesa aérea à Ucrânia para se defender contra ataques russos, e as autoridades visualizaram uma atualização sobre os tão esperados F-16s que várias nações estão prontas para entregar a Kiev.

“Os Estados Unidos, Alemanha, Holanda, Romênia e Itália fornecerão à Ucrânia equipamentos para cinco sistemas estratégicos de defesa aérea adicionais nos próximos meses”, disse Biden durante um discurso noturno.

“Os Estados Unidos e nossos parceiros pretendem fornecer à Ucrânia dezenas de sistemas adicionais de defesa aérea tática”, acrescentou o presidente americano.

Especificamente, a Casa Branca disse que os EUA, a Alemanha e a Romênia doariam baterias Patriot, a Holanda doaria componentes Patriot e a Itália doaria um sistema SAMP-T. Ainda mais armas, incluindo os sistemas NASAMS, HAWKs, IRIS T-SLM, IRIS T-SLS e Gepard, seguirão “nos próximos meses”, de acordo com um comunicado.

A Noruega se manifestou, disse que fornecerá seis caças F-16 para a Ucrânia. O anúncio feito pelo primeiro-ministro norueguês, Jonas Gahr Store, à margem da cúpula da OTAN em Washington na quarta-feira.

“A Noruega tomou a decisão de enviar à Ucrânia seis caças F-16 gratuitamente. Planejamos começar as entregas em 2024”, observou o primeiro-ministro.

De acordo com relatos da mídia, contando esses seis e outros jatos prometidos ao regime de Kiev, a Ucrânia pode ter até 80 caças ocidentais em sua força aérea.

A Rússia, com informações privilegiadas da possibilidade de que tais caças estariam em viagem e que seriam anunciados na Cúpula, há quatro dias Moscou intensificou a pressão militar sobre Kiev, intensificando os ataques em suas bases aéreas.

De acordo com analistas, essa pressão tem sido em grande parte ligada à iminente recepção oficial da Ucrânia dos primeiros caças F-16, que os países ocidentais têm prometido transferir para o país por muitos meses.

No espaço de alguns dias, vários ataques em larga escala atingiram bases ucranianas, de acordo com relatórios corroborados por fontes russas e ocidentais. Primeiro em Myrhorod, em 1 e 2 de julho, na região de Poltava, na Ucrânia central, e depois na base aérea de Dolgintsevo, na região de Dnipro, localizada a 80 quilômetros das linhas de frente, de acordo com um comunicado do Ministério da Defesa russo de 4 de julho.

Moscou alegou que pelo menos seis caças haviam sido destruídos. Os ucranianos não negaram essas perdas, embora tenham procurado minimizá-las.

Como um caça multi-função, o F-16 pode fornecer suporte aéreo às operações terrestres ucranianas, ajudar a dissuadir a Rússia de ganhar controle sobre espaço aéreo adicional e ajudar a impedir que aeronaves russas conduzam operações de apoio aéreo próximo ao longo das linhas de frente.

Foto: The U.S. National Archives

Patrocinado por Google
Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade.
ARTIGOS RELACIONADOS
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Descubra mais sobre Área Militar

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading