HomeEUAWashington alerta possível teste nuclear da Rússia, um erro de interpretação pode...

Washington alerta possível teste nuclear da Rússia, um erro de interpretação pode desencadear um ataque dos EUA

Em meio aos exercícios anuais conjuntos nucleares da OTAN, Washington alerta possível teste nuclear da Rússia e mostra riscos da conduta.

Rússia pode estar próxima de realizar testes com mísseis do quadro das Forças Estratégicas Nucleares, não se sabe ao certo se haverá testes com ogivas, mas segundo Washington as possibilidades são altas nos próximos dias.

O possível movimento russo veio a partir da acusação do Kremlin da violação da OTAN em relação ao Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares (NEW START) com as manobras iniciadas na segunda-feira, 17 de outubro, uma vez que envolve em alguns exercícios tanto estados com bombas atômicas quanto outros que não possuem esse tipo de armamento.

A Aliança iniciou esta semana suas manobras anuais de dissuasão nuclear, que durarão até 30 de outubro e envolverão quatorze Estados membros. Esses exercícios, nos quais não são usadas armas reais, buscam garantir “que a dissuasão nuclear permaneça segura e eficaz”, nas palavras da porta-voz da Otan, Oana Lungescu.

Caso testes russos ocorram e EUA não sejam avisados conforme as resoluções do Acordo New Start, pode direcionar uma interpretação errônea dos americanos e da OTAN que poderão agir contra a possível agressão (Teste).

No entanto, o chefe da delegação russa em Viena responsável pelo controle de armas, Konstantin Gavrilov, considera que a OTAN violou o tratado “porque envolve tropas de países sem armas nucleares” que compartilhariam “códigos, senhas e aeronaves” com países que tem esse equipamento.

Os exercícios estão ocorrendo desta vez na Bélgica, no Mar do Norte e no Reino Unido e envolvem cerca de 60 aeronaves, incluindo caças de quarta e quinta geração, além de bombardeiros de longo alcance B-52 dos EUA.

“O propósito fundamental da capacidade nuclear da OTAN é preservar a paz, prevenir a coerção e deter a agressão”, observou Lungescu, que observou que “enquanto existirem armas nucleares, a OTAN continuará sendo uma aliança nuclear”, embora o objetivo seja “criar a ambiente de segurança para um mundo sem armas nucleares”.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!