HomeGuerra Fria 2.0O exército russo será "aniquilado" se lançar um ataque nuclear contra a...

O exército russo será “aniquilado” se lançar um ataque nuclear contra a Ucrânia, adverte o Chefe de política externa europeia

Josep Borrell disse que a resposta do Ocidente a um ataque nuclear seria "poderosa", mas não nuclear.

O chefe de política externa da União Europeia, Josep Borrell, alertou Moscou na quinta-feira, 13 de outubro, que suas forças seriam “aniquiladas” pela resposta militar do Ocidente se o presidente Vladimir Putin usar armas nucleares contra a Ucrânia.

“Putin está dizendo que não está blefando. Bem, ele não pode se dar ao luxo de blefar, e tem que ficar claro que as pessoas que apoiam a Ucrânia, a União Europeia e os Estados-membros, e os Estados Unidos e a OTAN também não estão blefando”, disse o chefe de política externa europeia na abertura de uma Academia Diplomática em Bruxelas.

“Qualquer ataque nuclear contra a Ucrânia criará uma resposta, não uma resposta nuclear, mas uma resposta tão poderosa do lado militar que o exército russo será aniquilado”.

Os temores de que Moscou possa usar uma arma nuclear tática na Ucrânia cresceram depois que Putin emitiu ameaças veladas ao encenar a anexação de quatro regiões ocupadas diante das perdas no campo de batalha.

Depois de assinar um decreto de mobilização parcial para aumentar as fileiras do exército russo em 21 de setembro, Putin alertou a Otan que seu país tinha “vários meios de destruição” à sua disposição para defender sua “integridade territorial”.

“Não é um blefe”, disse Putin.

AP

O chefe da Otan, Jens Stoltenberg, alertou a Rússia de que enfrentará “graves consequências” se lançar um ataque nuclear contra seu vizinho pró-ocidente.

Haveria uma resposta forte – quase certamente atraindo uma resposta física de muitos aliados e potencialmente da própria OTAN”, disse um alto funcionário da Otan na quarta-feira.

Mas a aliança não chegou a ameaçar usar seu arsenal nuclear para responder, já que a Ucrânia, não-membro OTAN, não está coberta por sua cláusula de autodefesa.

Os EUA e a OTAN até agora evitaram intervir militarmente no conflito na Ucrânia por medo de desencadear um conflito nuclear catastrófico com Moscou.

Patrocinado por Google

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR CONTRA A CENSURA DO YT

OU USE A CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

Deixe uma resposta


RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS



ENTRE EM NOSSO CANAL NO TELEGRAM



Área Militar
Área Militarhttp://areamilitarof.com
Análises, documentários e geopolíticas da área militar destinados à educação e proliferação de informações de alta qualidade. Siga nosso Twitter https://twitter.com/areamilitarof
ARTIGOS RELACIONADOS

FAÇA UM PIX E AJUDE O ÁREA MILITAR 

CHAVE-PIX:  canalareamilitarof@gmail.com

AGORA!